domingo, 28 de novembro de 2010

às vezes,

 acho que vivo no país das maravilhas.tipo a alice,do livro do lewis carroll sabe?de repente,me encontro seguindo algo até um buraco,onde caio e flutuo.tudo está de cabeça para baixo.de repente sou minúscula,depois,gigante. me afogo no mar e paro em terra.acho pessoas estranhas,animais estranhos,um lugar estranho.o que é por ali,fica por aqui.o que é por aqui,fica por ali.nada tem nexo,é um mundo surreal. de repente ouço filosofias de seres que eu nem sabia que existiam,depois sou julgada por quem eu mal conheço.estou atrasada,mas eu não sei para o que.só sei que são seis da tarde,segundo o chapeleiro maluco.corro entre cartas de baralho,sigo por caminhos que não levam a nada.falo com flores.o coelho me disse que não devo ser tão curiosa.mas por que não?nada faz o mínimo de sentido.o gato me segue e fala comigo quando eu menos espero,surgindo do nada.sei que é meu desaniversário,é o que o chapeleiro me disse.uma hora estou triste,e na outra feliz.choro,corro e não encontro nada."Mary Ann!Mary Ann!'',grita o coelho ao me ver.enquanto uns me defendem,outros me colocam em situações absurdas,e outros eu simplesmente não entendo o que querem comigo.pra lá,pra cá.qual é a direção afinal?de repente surge a lua minguante.não,não,é o sorriso do gato que novamente vem falar comigo.disseram que querem cortar minha cabeça.será?estou presa a minha própria realidade,que eu nem mesmo tento entender,ou até tento,mas de que adiantaria tentar entender o inexplicável?sabe,nada faz sentido no país das maravilhas.

mais chá?



"Mas eu não quero me encontrar com gente louca",observou Alice." Você não pode evitar isso", replicou o gato."Todos nós aqui somos loucos. Eu sou louco,você é louca"."Como você sabe que eu sou louca?" indagou Alice."Deve ser", disse o gato, "Ou não estaria aqui."

(Lewis Carroll - Alice no País das Maravilhas )

Nenhum comentário:

Postar um comentário