sábado, 2 de abril de 2011

Tio Zé Faleceu,Tia Maria Venceu - Afinal,e o Brasil,o que perdeu?

Rima não é meu forte,mas mesmo assim ainda tá valendo.
Dia 29 de Março de 2011 dois fatos pararam nossas terras tupiniquins : a morte do ex-vice Presidente José Alencar e a final do Big Brother Brasil 11. Pra qualquer um que tu perguntar "Qual foi o fato mais importante?",a resposta será "A morte de José Alencar,óbvio!".Olha,mais importante foi,sim,mas será que recebeu essa devida importância? Afinal de contas,não podemos esquecer que vivemos no país das bundas,onde qualquer coisa fútil pode ser atirada às massas sem a menor importância do nível cultural do dito cujo,desde que o mesmo mova alguns milhões no mercado e que tenha um bom marketing em cima (vide caso Restart,por exemplo).A indústria do consumo brasileira é tão sem escrúpulos que eu posso dizer,sem sombra de dúvida,que no dia seguinte (30/03) o assunto que teve mais repercussão foi a vitória daquela songa-monga da Maria no BBB.
José Alencar foi um dos poucos políticos brasileiros que podemos realmente dizer que prestaram na nossa história,sejamos francos.Mas,por mais influente que ele tenha sido ( tanto como empresário,Ministro da Defesa e vice-Presidente da República),nunca que sua morte teria mais repercussão em nossa extensão territorial do que a final de um programa medíocre que todo santo ano,logo após o especial da Xuxa e o Show da Virada (lê-se : Reveillon),passa na televisão,como uma forma de entretenimento.Até porque,aqui,política é o assunto mais abstrato que existe.Ninguém tem realmente alguma preocupação com política,ninguém realmente procura entendê-la,estudá-la.É muito mais fácil ir pelo senso comum,votar no que parece ser mais óbvio a ocupar o cargo e desperdiçar seu valioso tempo como seres bióticos assistindo à televisão.
Sinceramente,acho muito triste ver a quantas anda a cabeça dos jovens,dos adultos e das crianças,enfim,a cabeça das pessoas em geral.Ninguém mais tem aquela preocupação em criticar,em investigar,em entender,em pensar.Tornar-se controlado,sem opinião crítica,um hipócrita que acha que "vai tudo ir para o lugar,que vai tudo uma hora vai se ajeitar" é o que há.Pois o conformismo é mil vezes mais simples do que o senso crítico,não é mesmo?

Brasil,meu Brasil brasileiro...quando que tu vai resolver criar vergonha nessa cara e parar de ser tão alienado?

Um comentário:

  1. Já faz algum tempo que eu não assisto o BBB. Encheu o saco. Encheu mesmo. A fórmula, as pessoas, o roteiro... E principalmente, encheu o Pedro Bial com seus textos mirabolantes e ridículos feitos para homenagear e papagaiar “o heroísmo” de todos aqueles confinados na casa, um bando de exibicionistas, projetos de celebridades instantâneas e acéfalas. Não assisti à final, mas por um lado gostaria de ter visto, para saber como ele anunciou a vitória da Maria.

    Imagino-o usando toda sua eloqüência e erudição (para um povinho que sequer sabe o que significa eloqüência e erudição), e começando seu discurso patético: “Maria, você foi uma heroína nessa casa. Uma puta, que como faz toda a vadia, esbanja canalhice e usa e abusa de seu corpo, já que é tudo que você pode fazer. Maria, como toda mulher vulgar que se preste, você sacudiu seu rabo diante nossos narizes, incitou desejos de lascívia e sacanagem em todos os confinados, e só não transformou esse reality em um bacanal por detalhe! Milhares de punheteiros pensaram em você, Maria, assistindo sua brava resistência ao confinamento, enquanto a câmera focalizava bem sua bunda e seus peitos tomando sol na beira da piscina. A molecada na puberdade fez a festa com você Maria, se masturbando enlouquecida com seus vídeos e fotos que caíram na net muito tempo antes de você aparecer no BBB. O Brasil ama você, Maria, porque você representa com perfeição a sacanagem e imoralidade que nós tanto sustentamos e apreciamos nesse país. Você é o Brasil, Maria, vem pra cá e receba seu 1 milhão e meio, ganhos a base de telefonemas e cliques na net, desse povinho que não sabe votar nem valorizar nada! Maria, a puta, é a vencedora do BBB 11.”

    É José de Alencar... se você quis dar um show de ironia e um tapa sutil na cara de cada brasileiro, que ao lembrar de você e de sua história, vão, de certa forma, acabar pensando no BBB 11, parabéns você conseguiu. Escolheu um belo dia para morrer. Sem querer, tivemos uma das maiores antíteses midiáticas de nossa história: de um lado, o fim de um dos políticos mais honestos que o Brasil já teve; do outro, o apogeu de mais uma semi-celebridade vadia e siliconada de nossa TV. Como diria o insuportável do Bial, “vamos continuar dando nossa espiadinha básica...”

    ResponderExcluir