quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Como tô me sentindo hoje :


"Queria ter nascido nos EUA"

Antes de mais nada não vim aqui levantar a bandeira do patriotismo e bancar a nacionalista frenética  que tem ojeriza a qualquer coisa norte-americana. Não nasci pra fazer aquelas do "against the system" ( na real esse movimento tem uma conotação e um sentido histórico bastante ideológico e socialista, mas hoje em dia, em pelo menos 90% dos casos, resume-se à adolescentes acéfalos fumadores de maconha que se recusam a ir ao Mc Donald's por ser "coisa da babilônia", mas enfim, hoje não vim aqui sentar o cacete nessa galera porque esse é assunto para outro post, então segue o baile), mas também não nasci pra usar aquelas camisetas do tipo " EU AMO O BRASIL ". Na real acho uma babaquice filha da puta ficar endeusando países, em primeiríssimo lugar. Até porque não se pode resumir toda a cultura de um país em um único aspecto ( como resumir os EUA a filmes bons e o Brasil ao funk carioca ). Tá certo, eu não curto muito a cultura do meu país, até porque eu ser daquelas que usa Motörhead como despertador e coisarada, mas existem muitas ( muitas mesmo ) coisas boas em relação às nossas terras tupiniquins, uma delas é o rock nacional ( tipo, a galera que sobreviveu aos anos 90, como Charlie Brown Jr. , Detonautas, Paralamas e por aí vai... ).
Na real, eu sou bem eclética em relação a culturas, afinal de contas pode-se tirar proveito de músicas, filmes, história e várias outras coisas de qualquer país. Mas tem uma galera que realmente me ataca os nervos, os "Ailaiquetobêamericano ". Esses são daqueles chatos ( na maioria hipsters, foi mal aí galera ) que acha que absolutamente qualquer coisa - musical em sua grande maioria - que provenha do Brasil seja um completo fracasso ( pessoal que nunca ouviu falar em Cazuza mas ok ). Esses são daqueles que só usam gírias americanizadas, só falam de filmes americanos, não fazem a menor ideia do que estão fazendo e, na verdade, são um bando de maria-vai-com-as-outras sem a menor opinião própria, que idolatram tudo que venha com um "Made in USA" e que ficam totalmente escandalizados quando cantarolamos uma marchinha do tempo do ariri cachaça nas épocas de carnaval. São bem o tipo de pessoas sem o menor pensamento inteligente para compartilhar, que vivem alienadas ao mundo e que acham tudo nos EUA magnífico ( não tem guerra, arma nuclear, preconceito, morte, fome, desigualdade social nem absolutamente nada disso por lá ok? Só pessoas cantando músicas legais com roupas estampadas com galáxias e animais como veados e corujas ).
Bem na moral? Eu poderia ter resumido esse texto todo à seguinte frase : "Não é porque é importado que seja bom."

sábado, 11 de agosto de 2012

Enfie teu falso moralismo onde o Sol não bate.



Começando pelo começo bem começado : não faz muito tempo que eu, finalmente e depois de muita relutância, assumi meu ateísmo. E não, eu não fiz pacto com o capeta.
Bom, acho que todos merecem respeito em relação às suas próprias escolhas, sejam elas sexuais ou religiosas, DESDE QUE, isso não afete de maneira negativa ( lê-se : violenta ) na vida de alguém. Até que pelas minhas andanças - muitas vezes inúteis - pelo Tio Tube eu dei de cara com um certo filho da puta chamado Silas Malafaia. Eu já tinha ouvido falar do cara, mas desde que a série House M.D. acabou e ficam só dando as reprises, eu praticamente não ligo mais a televisão, portanto, tudo o que eu sei sobre notícias, polêmicas e teste de DNA na nova das oito eu fico sabendo via internet. Juro que quando eu vi esse vídeo eu achei que fosse piada, porque eu não imaginava que alguém pudesse ser tão ignorante assim. Aí fui pedir pro Tio Google mais informações e meu queixo atravessou o núcleo terrestre e tá lá na China agora. O cara fala tanta bosta que eu achei realmente que fosse alguma paródia de discurso de pastor ! Mas não é ! Gente, desculpa minha falta de atualização, mas eu não consigo acreditar na burrice dessa criatura ! Bom, o cara vai totalmente contra estudos científicos e ainda fala a grande bosta de que " homossexualismo é questão de comportamento e não de genética ". PORRA CARA ! Não tenho nem o que dizer em relação a esse boçal, simplesmente faltam palavras para tanta falta de respeito e tanta discriminação enrustida em gravata de politicagem e encoberta por benção de igreja. Sinto muito, se o teu deus não aceita isso, problema é dele e teu também, agora até onde eu ( e toda a torcida do Flamengo sabemos ) o Brasil é um estado LAICO, então não tem essa de querer meter bancada evangélica, budista, xintoísta, católica ou o cacete a quatro em plenário. Quer rezar? Vá pra igreja, não pra dentro do Congresso ! Não é possível viver num país onde queiram governar através de ensinamentos bíblicos, sendo que a diversidade cultural brasileira nos permite constatar que, apesar de uma maioria cristã, existem sim muitas outras religiões, como umbanda, hinduísmo, budismo, espiritismo ( que nem é exatamente uma religião e sim uma doutrina ) e também temos ateus, assim como eu, que emputecem demais com essas babaquices que ainda são aplaudidas de pé por milhares de pessoas. Como eu sempre digo : você é contra o homossexualismo? NÃO SEJA GAY ENTÃO CARALHO. Ponto, agora parem de foder com a vida de todo mundo e ainda por cima querer comandar as divisões cromossômicas alheias. E só lembrando, POLÍTICA É UMA COISA, RELIGIÃO É OUTRA, NÃO MISTURE !
E AÍ GALERA !
Tá, eu deixei tudo aqui de lado por um boooom tempo, e na real eu não sei o motivo. Enfim, to de volta e to afim de tocar esse blog pra frente, afinal senti muita falta de escrever mas a inspiração ficou ausente demais e isso me impediu de escrever mais textos ou críticas ( ou de sentar o cacete em tudo de novo ). Então to de volta, pra infelicidade da galera que se ataca quando eu falo dos seus ídolos, e para a felicidade de quem gosta dos textos. Gostaria só de pedir para que vocês deixem nos comentários os posts que vocês gostariam de ver por aqui, pois estou cheia de novas ideias e aberta a sugestões !